Teoria de Grupos e Estado Sólido

Se existe um certo parâmetro, então podemos classificar um conjunto de pessoas* em diferentes grupos baseado nesse parâmetro. Sendo assim, considere o parâmetro “Entender o Kittel**.

Dividimos o conjunto considerado em dois grandes grupos:

(1) Aqueles que leem e entendem o Kittel;

(2) Aqueles que leem, mas não entendem (ou pelo menos tentam entender) o Kittel.

Posso afirmar com quase certeza que grande parte (senão todos) do conjunto faz parte do grupo (2) e que o único (senão o mais representativo) membro do grupo (1) é o próprio Kittel.

——-

Notas:

* Aqui por simplicidade da análise vamos considerar apenas pessoas em formação em Física ou já graduados.

** Kittel -> livro texto de Física do Estado Sólido.

——-

Eu deveria estar estudando esse livro para a prova de quarta-feira, mas falar desse livro parecia algo mais interessante.

Observação: Este post apresenta apenas opiniões pessoais e não tem o intuito de ofender o livro muito menos o autor (escrever um livro não é fácil e eu sei muito bem isso). Tampouco pretende ser didático.

Anúncios

“Who are you?”

Em seu livro The God Particle : If the Universe is the Answer, What is the Question? (veja no GoogleBooks), Leon M. Lederman (Prêmio Nobel de Física em 1988), mais especificamente no inicio do Capítulo 9, conta uma história no mínimo hilária sobre o que aconteceu uma vez em um trem:

Several years ago, on Manhattan’s IRT subway, an elderly man sweating over an elementary calculus problem in his textbook turned in desperation to the stranger sitting next to him, asking if he knew any calculus. The stranger nodded yes, and proceeded to solve the man’s problem for him. Of course, it’s not every day that an old man studies calculus next to the Nobel Prize-winning theoretical physicist T. D. Lee on the subway.

I had a similar train experience, but with a different ending. I was sitting on a crowded commuter train out of Chicago when a nurse boarded, leading a group of patients from the local mental hospital. They arranged themselves around me as the nurse began counting: “One, two, three -” She looked at me. “Who are you?”

“I’m Leon Lederman”, I answered, “Nobel Prize winner and director of Fermilab.”

She pointed at me and sadly continued: “Yes, four, five, six…”